O que fazer ao ter o veículo roubado ou furtado?


No Brasil, não é novidade que a qualidade da segurança no trânsito é precária, seja levando em consideração o número de acidentes ou automóveis subtraídos de seus proprietários. Afinal, não é difícil encontrar alguma pessoa que teve seu veículo roubado ou furtado. Essa situação traz um sentimento de revolta e tristeza, que pode tornar difícil a tomada de decisão sobre o que fazer a respeito. Por isso, falaremos sobre como agir ao ter seu carro levado por bandidos.

Roubos e furtos são comuns principalmente em grandes metrópoles, como São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. Mas, para entender melhor sobre esse assunto, é preciso explicar qual a diferença entre os dois termos, pois muitas pessoas pensam que tem o mesmo sentido, o que é errado.

Diferença entre ter o veículo roubado ou furtado

Roubo é o ato de subtrair um bem, neste caso, o automóvel, quando a vítima está presente e sofre violência ou ameaça do assaltante. Para exemplificar, imagine que um motorista parou no semáforo vermelho e alguém anuncia um assalto, levando o carro da vítima. Isso está previsto como crime complexo, segundo o artigo 157 do Código Penal.

No furto, a vítima tem a sua propriedade subtraída sem que haja violência ou ameaça contra ela. Dessa maneira, geralmente, ela não percebe que está sendo furtada e, apenas após o ato, ela dá falta daquele bem. Ou seja, caso o proprietário estacione o seu carro na rua e, na volta, ele não esteja mais lá, o que houve foi um furto. Assim como o roubo, esta ação também é considerada ilegal, classificada como crime comum, de acordo com o artigo 155.

Importância do seguro auto

Independentemente de ser roubo ou furto, o seguro auto é o único serviço que oferece garantia contra esses e outros riscos, como uma colisão com terceiros.

COTE SEGURO AUTO GRÁTIS

Ter um veículo roubado ou furtado não é fácil. Portanto, veja as dicas sobre o que fazer nessa situação.

O que fazer ao ter o veículo roubado ou furtado?

Registrar B.O.

Em primeiro lugar, a ação que deve ser feita é registrar um Boletim de Ocorrência (B.O). Este documento sinalizará às unidades de segurança sobre o veículo roubado ou furtado. Assim, poderá ser feita uma busca para a recuperação do bem. Aliás, saber a diferença entre roubo e furto vai facilitar muito na abertura do B.O, pois é preciso especificar qual foi o crime sofrido na hora de fazer o registro do ocorrido.

Para registrar o B.O., a vítima pode se dirigir até uma delegacia ou fazer online, dependendo de sua cidade e região. Vale lembrar que o recomendado é fazer isso em até 24 horas após o ocorrido, pois a polícia poderá agir o quanto antes.

Acionar o seguro ao ter o veículo roubado ou furtado

Por fim, após fazer o registro do B.O, é preciso entrar em contato com sua seguradora ou corretora para abrir um sinistro, caso você possua seguro. Assim, se o carro não for recuperado, a seguradora indenizará o segurado conforme o plano contratado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Qual seguro você deseja cotar?